3 Dicas para cortar calorias sem esforço

January 5, 2018
Bem-Estar

Qualquer que seja a dieta que escolha, todas funcionam. E sabe porquê? Porque todas assentam num princípio simples: défice calórico. Mas que história é essa de défice calórico? Estamos em défice calórico quando consumimos menos calorias do que aquelas que gastamos nas nossas actividades diárias. A manutenção deste défice por um período de tempo suficiente leva à perda de peso.

Mas desengane-se se pensa que tem de começar por cortes completamente radicais e dietas altamente restritivas! Não precisa de nada desses sacrifícios, e a resposta pode bem ser mais simples do que esperava.

1. Água - a bebida de excelência

Troque os sumos por água! A quantidade de açúcar presente num refrigerante é bastante assustadora. Para termos um exemplo concreto vamos começar com uma coca-cola. 1 lata de coca-cola contém 35g de açúcar, que é o mesmo que dizer que contém cerca de 5 pacotes de açúcar iguais aos que vêm com o café. Isso mesmo, 5 pacotes! Já uma garrafa (200ml) de néctar de pêra contém cerca de 20g de açúcar, ou seja cerca de 3 pacotes de açúcar. Mesmo os "inócuos" sumo de fruta feitos em casa podem ser um tiro no pé, uma vez que estamos a prescindir da fibra da fruta e a beber apenas o seu sumo, ou seja o açúcar da fruta.

A bebida que deve privilegiar acima de qualquer outra é a água! Importantíssima no funcionamento do seu organismo e sem calorias. Outra opção são os chás sem adição de açúcar, mas atenção: não substitua água por chás, já que a água é muito melhor absorvida pelo seu organismo.

Se tem dificuldade em ingerir água suficiente, opte por colocar a garrafa à vista para não se esquecer ou então vá bebendo alguns copos de água ao longo do dia, por exemplo com o pequeno-almoço, lanches, almoço, jantar, ao deitar e em alguns momentos durante o dia em que se lembre. Só neste processo já consegue cerca de 6 a 8 copos e, assumindo copos de 200ml, isso traduz-se em 1,2 a 1,6L.

2. Coma à mesa!

Este é um erro clássico: comer em frente à televisão. Quando o fazemos inserimos o elemento distração, e com isso vamos perdendo a noção do que já comemos. Isso é válido para refeições completas como para snacks e petiscos, estes últimos com a agravante de que normalmente são compostos por alimentos menos equilibrados como bolachas, biscoitos ou frutos secos salgados.

Se gosta mesmo de ver televisão enquanto come, então antecipe os erros. Não leve o tacho para a mesa da sala, leve apenas o prato já servido em vez do tacho, e evite levar petiscos para o sofá enquanto fica a ver televisão.

3. Troque as bolachas por pão

Durante anos, as bolachas foram-nos "vendidas" como alternativas mais saudáveis ao terrível pão. Mas será mesmo assim? Será que as bolachas apresentam vantagens face ao pão?

As bolachas (mesmo as "inofensivas" bolachas Maria) têm grandes teores de açúcar e gorduras pelo que o resultado final é que 100g de bolachas têm praticamente o dobro das calorias de 100g de pão, e não, não é nada de difícil exagerar e chegar às 100g de bolachas. Isto porque as bolachas são "gulosas", quer pelo seu sabor quer pela textura crocante.

O pão confere uma saciedade muito maior e um teor de fibra mais elevado, contendo muito menos açúcar. Além de que adicionando uma fonte proteica (algo tão simples como uma fatia de queijo flamengo) e uma fruta acaba por ficar com um lanche completo e muito mais satisfatório do ponto de vista da saciedade.

Afinal, cortar algumas calorias da sua alimentação não é assim tão difícil! Pequenos passos são na maioria das vezes suficientes para dar início ao processo de perda de peso. Em 2018 comece por pequenos passos e, no final de algum tempo, surpreenda-se com o caminho que já percorreu!

Tânia Carreira

Nesta página vou partilhar consigo a paixão que me move: uma alimentação saudável, prática e sem complicações. Vai encontrar aqui conselhos e dicas úteis, receitas e informação sobre diversos temas da nutrição. O objectivo é só um: desmistificar a alimentação, descomplicar e inspirar a mudança!

Artigos Relacionados