4 Alimentos (não tão) Saudáveis

June 19, 2018
Nutrição

A mentalidade "fit" está na moda e parece que veio para ficar! Essa moda multiplicou a procura dos consumidores por produtos saudáveis, pressionando a indústria a criar alternativas e soluções. Se por um lado isso abriu mais possibilidades e novos produtos que nos facilitam a vida, também é verdade que surgiram produtos que não são assim tão saudáveis como aparentam ser.

Tendo como alvo os consumidores com preocupações com uma vida saudável e uma alimentação equilibrada, o mercado respondeu com alguns produtos que são verdadeiros lobos em pele de ovelha. Veja quais!

1 - Granola

A granola é muito famosa no mundo da alimentação saudável, por ser uma forma de comer aveia vista como menos "penosa", pois é mais doce. O problema é que as granolas de compra têm adição de açúcar ao nível de cereais do tipo "chocapic" ou pior. Mesmo aquelas inocentes granolas que podemos encontrar na área da dietética dos supermercados, contam com um teor de açúcar sempre muito próximo das 25g por cada 100g de produto.

Mas não desespere: há opções! Pode fazer a sua própria granola em 5 minutos, veja esta receita bem fácil! Outra opção são as aveias adormecidas, feitas com sementes de chia, em que se pode variar no sabor a cada vez que comemos.

2 - Sumos de Fruta

Há muito tempo que o sumo natural, especialmente o de laranja, se começou a introduzir no pequeno-almoço como sendo uma saudável fonte de vitaminas, e uma excelente forma de começar o dia. No entanto, não podemos levar num sentido tão literal!

Quando esprememos laranjas para fazer o sumo, estamos na verdade a consumir todo o açúcar da fruta e a fibra que era importante, fica no espremedor. Além disso, normalmente não utilizamos apenas uma peça de fruta nos sumos naturais e nem apenas uma laranja no sumo de laranja, o que agrava a quantidade de açúcar que acabamos por ingerir.

Assim, se optar por um sumo natural de laranja, não o faça regularmente e utilize apenas uma laranja, perfazendo o resto com água. Adicione também as fibras que ficaram no espremedor.

3 - Chips de Vegetais

Apesar de soar extremamente apelativa a ideia de transformar vegetais em snacks deliciosos e práticos, as chips de vegetais nem sempre são uma boa opção, especialmente quando falamos das de compra. Na maioria das vezes são fritos, o que os torna ricos em gorduras, para além do sal adicionado para conferir um sabor mais atractivo.

Pode optar por fazer as suas próprias chips em casa, recorrendo ao forno para tostar alguns vegetais. Um alimento que pode transformar em snack ou acompanhamento e pode ser crocante é o grão-de-bico! Veja aqui como tostar esta leguminosa!

4 - Adoçantes artificiais

Os adoçantes são largamente utilizados em substituição do açúcar, pois por não fornecerem calorias, satisfazem o paladar doce sem estragar a dieta. No entanto, este é um comportamento que deve evitar. Ao substituir o açúcar por adoçante, continua a viciar o paladar no sabor doce, tornando-o exigente. Além disso, como sabe que não acrescenta calorias, a tendência é colocar mais e satisfazer o seu paladar. Os adoçantes têm um poder edulcorante muito superior ao açúcar, ou seja, é necessária uma menor quantidade de adoçante para uma determinada doçura comparativamente à quantidade de açúcar. Isto leva a que, face a uma situação em que não haja adoçante à disposição, se coloque muito mais açúcar.

Assim, se ainda adiciona açúcar no café, chá ou outras bebidas, comece por reduzir gradualmente a quantidade que utiliza, até ser capaz de retirar completamente.

Antes de entrar em alimentos da moda, contacte um nutricionista!

Tânia Carreira

Nesta página vou partilhar consigo a paixão que me move: uma alimentação saudável, prática e sem complicações. Vai encontrar aqui conselhos e dicas úteis, receitas e informação sobre diversos temas da nutrição. O objectivo é só um: desmistificar a alimentação, descomplicar e inspirar a mudança!

Artigos Relacionados