Amamentação: Mitos e Verdades

December 27, 2017
Nutrição

A amamentação é uma das mais importantes fases da vida do ser humano, quer para mãe quer para o bebé, estabelecendo-se laços importantíssimos para ambos. Sabe-se também que a amamentação tem um papel preponderante no desenvolvimento da imunidade e controlo da saciedade por parte do bebé.

A OMS recomenda a amamentação em exclusivo até aos 6 meses, e parcial até aos 2 anos de idade. O leite materno é o alimento mais adequado ao seu bebé, uma vez que é produzido especificamente tendo em conta as necessidades do seu filho e que ajusta naturalmente a sua composição a cada mamada para melhor se adaptar ao que o bebé precisa a cada momento.

 Como tal, é de extrema importância desmistificar alguns conceitos relacionados com este período do ciclo de vida! 

1. Amamentar reduz o peso materno: é controverso! A amamentação aumenta as necessidades maternas, mas aumenta também o apetite. Cada mulher é diferente, e nem todas perdem peso no mesmo ritmo. Existem mulheres que perdem peso no início da amamentação, outras apenas mais tarde. Muitos factores para além da amamentação per si determinam essa perdade de peso. De salientar que nesta fase não é aconselhado qualquer tipo de dieta demasiado restritiva.

2. O mito do leite fraco: este é um dos mitos mais comuns, especialmente se a mãe pratica algum tipo de alimentação menos comum, como vegetarianismo. No entanto, é muito raro a mulher produzir leite que não seja adequado para o bebé. Normalmente, o problema centra-se na quantidade que o bebé recebe, nomeadamente por pega incorrecta, que impede a respiração normal do bebé e o leva a recusar a mama. Deve evitar adiar o início da amamentação, bem como oferecer biberão ou chupetas até ao total estabelecimento da amamentação.

3. Deve evitar alimentos como leguminosas ou laranjas: esta crença centra-se na possibilidade de alguns alimentos causarem reacções intestinais no bebé. A variedade alimentar contribui de forma positiva para a saúde materna, bem como para adicionar diversidade de sabores ao leite preparando o bebé para a diversificação alimentar. Não existem estudos que provem que determinados alimentos provocam reacção no bebé, mas pode acontecer. Esteja atenta e se verificar queixas sempre que consome determinado alimento, retire-o da sua alimentação à experiência

4. Devo dar água ao bebé, em especial no verão: depende. Se o bebé é amamentado ao peito, o leite materno satisfaz todas as necessidades, incluindo hídricas, uma vez que se adapta naturalmente a cada mamada. Se o bebé é alimentado com biberão, então tem de ser oferecida água à parte em dias de mais calor, uma vez que a composição do leite artificial é estanque.

Por último, mas não menos importante, a amamentação é um momento único na ligação mãe-bebé que contribui positivamente para a criação de laços entre ambos, bem como para o desenvolvimento futuro do bebé. Assim, a amamentação deve ser encorajada pelos profissionais de saúde. Contudo, uma mãe que alimente o seu filho com fórmula não deve ser julgada! Muitos factores podem contribuir para esta opção e a mesma deve merecer por parte de familiares e profissionais de saúde o mesmo acompanhamento, sem pressão desnecessária sobre a mãe.

Tânia Carreira

Nesta página vou partilhar consigo a paixão que me move: uma alimentação saudável, prática e sem complicações. Vai encontrar aqui conselhos e dicas úteis, receitas e informação sobre diversos temas da nutrição. O objectivo é só um: desmistificar a alimentação, descomplicar e inspirar a mudança!

Artigos Relacionados