Comer bem com Poupança!

December 22, 2017
Nutrição

Quem nunca ouviu a célebre justificação de a alimentação mais saudável é muito cara e está apenas ao alcance de alguns? Não tem de ser verdade! Para um estilo de vida saudável com uma alimentação equilibrada, não precisamos de produtos caros, incomuns ou difíceis de encontrar.

A alimentação saudável não tem de ser mais cara, por isso veja como pode poupar:

- Faça uma lista de compras: evita assim levar coisas desnecessárias, muitas vezes por impulso e caras.

- Planifique as refeições da semana: se tiver planeado as suas refeições é mais fácil comprar apenas os ingredientes que precisa, sem desperdícios. Além disso, o planeamento semanal permite investigar as promoções existentes nos supermercados que costuma utilizar.

- Não vá às compras com fome: desta forma evita cair em tentações e comprar alimentos desnecessário e, na maioria das vezes, pouco saudáveis.

- Compare preços: compare os preços dos alimentos ao quilo/litro, pois só assim terá noção real do preço que está a pagar pelo alimento.

- Inclua frutas e legumes: as frutas e os hortícolas são uma adição saudável e barata aos seus pratos. As frutas e legumes da época são, dentro deste grupo alimentar, os mais económicos.

- Aposte nas leguminosas: a par do arroz e da massa, as leguminosas são baratas e nutricionalmente muito completas, sendo fonte de fibra e proteínas vegetais.

- Inclua sopa na sua alimentação: este é um prato poupado e nutricionalmente rico.

- Tome o pequeno-almoço em casa: não só lhe sai mais barato que na pastelaria como controla o que come e tem menos tentações!

- Opte por pão fresco: este é mais saudável e barato que o pão de forma embalado. Pode optar por abrir e congelar, tendo assim pão à disposição sem ter de comprar todos os dias. O pão também é mais económico (e saudável!) do que qualquer tipo de bolachas ou barrinhas de cereais.

- Água, a rainha das bebidas: esta é mais barata e saudável que qualquer outra bebida para acompanhar a refeição e beber ao longo do dia.

- Reutilize as sobras: o bife grelhado que hoje sobrou pode ser desfiado numa salada amanhã, ou as batatas cozidas podem virar um empadão. Dê largas à imaginação, evitando desperdiçar comida e dinheiro!

- Leve marmita: se tem possibilidade de aquecer o seu almoço, pode fazer jantar a contar com o almoço, evitando assim pagar uma refeição mais cara no restaurante.

- Desembale menos: opte por produtos com o mínimo de embalagens possível e, adicionalmente, recicle ou reutilize as embalagens. Normalmente, produtos a granel são mais baratos, exactamente por não terem embalagem.

Como vê, afinal a alimentação saudável não tem de ser extraordinariamente cara nem de incluir produtos difíceis que não encontra em lado nenhum!

Tânia Carreira

Nesta página vou partilhar consigo a paixão que me move: uma alimentação saudável, prática e sem complicações. Vai encontrar aqui conselhos e dicas úteis, receitas e informação sobre diversos temas da nutrição. O objectivo é só um: desmistificar a alimentação, descomplicar e inspirar a mudança!

Artigos Relacionados